Fundador jornalista Jerffeson de Miranda
Aos 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925

Santarém(PA), Quarta-Feira, 21 de Fevereiro de 2024 - 08:44
13/10/2023 as 08:25 | Por Redação |
Ventos fortes e estiagem dificultam navegação no rio Tapajós, em Santarém (PA)
Por conta da seca, os municípios de Santarém, Itaituba e Aveiro, banhados pelo rio Tapajós, decretaram situação de emergência.
Fotografo: Reprodução
Embarcações estão tendo dificuldades para navegar em vários trechos do rio Tapajós

Passageiros, tripulantes e empresários do ramo fluvial relatam que por causa da seca extrema e de fortes ventos, os barcos estão tendo dificuldades para navegar, em vários trechos do rio Tapajós, em Santarém, oeste do Pará.  

 

Na manhã de quarta-feira, 11, uma embarcação que saiu da Comunidade de Pedra Branca, com destino à zona urbana de Santarém, teve que interromper a viagem e procurar um abrigo, para esperar o vento se acalmar, para prosseguir viagem.  

  

Outro problema apontado por tripulantes, são os bancos de areia que surgiram no leito do rio, devido à estiagem. Eles revelam que têm que redobrar a atenção para evitar que os barcos fiquem encalhados e sofram grandes prejuízos.  

Nenhuma descrição disponível. 

Seca extrema faz surgir bancos de areia que provocam riscos para a navegação 

 

De acordo com a Defesa Civil, mais de 177 famílias que dependem do transporte hidroviário e não têm acesso direto à água potável estão sendo afetadas por essa situação. Em algumas comunidades, os canais que eram navegáveis há apenas um mês secaram, deixando apenas poças de água inadequadas para consumo. Isso tem causado problemas, incluindo a falta de transporte fluvial para alunos que precisam chegar à escola, o que afeta a educação infantil na região.

 

Assista o vídeo:

Ventos fortes e estiagem dificultam navegação no rio Tapajós, em Santarém (PA) 

 

Por conta da seca, os municípios de Santarém, Itaituba e Aveiro, banhados pelo rio Tapajós, decretaram situação de emergência. 

 

Devido a vazante do rio Amazonas, a Balsa Camila, que faz a travessia Santarém / Santana do Tapará, poderá paralisar as atividades. A informação partiu de usuários da embarcação, que faz o transporte de veículos, diariamente, de Santarém para Monte Alegre. 

 

Por: Manoel Cardoso 

Fonte: Portal Santarém 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil