Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Quarta-Feira, 29 de Junho de 2022 - 07:17
27/05/2022 as 08:41 | Por Redação |
Rodovia BR 163, muita propaganda e a buraqueira tomando conta
Câmara de Itaituba convidou a diretoria da Via Brasil para apresentar o plano de trabalho para a recuperação e melhoramento da BR 163
Fotografo: Reprodução
A situação de alguns trechos da BR 163 é pior do que percorrer a Rodovia Transamazônica, entre Itaituba e Jacareacanga

 

Nosso repórter voltou a percorrer a Rodovia BR 163 (Cuiabá-Santarém) esta semana, após a privatização do trecho de Sinop, no Mato Grosso a Miritituba, no Pará. O que viu e registrou com suas câmeras fotográficas foi trecho desta rodovia em estado de calamidade. 

 

Saindo de Miritituba, no Pará, percorreu esta estrada até a cidade de Guarantã do Norte, no Estado do Mato Grosso. Foram percorridos mais de 750 km de estrada e encontradas centenas de carretas transportando milhares de toneladas de grãos de soja do Mato Grosso para os portos em Miritituba e em Santarém. 

 

A situação de alguns trechos da BR 163 é pior do que percorrer a Rodovia Transamazônica, entre Itaituba e Jacareacanga, que é chão batido, pois o trecho da Comunidade Vila Izol (km1.000) no Pará, até o distrito de Castelo de Sonho é uma vergonha. Não existe mais asfalto. Para resolver a buraqueira, foram colocadas pedras em vários pontos, que de vez em quando fura o pneu principalmente de carros pequenos. 

 

A privatização deste trecho da BR 163, SINOP, no Mato Grosso a Miritituba, no Pará, pelo Consórcio Via Brasil, não é bem visto por quem já conhece a atuação deste Consórcio, principalmente o pessoal do Mato Grosso, onde esta empresa tem dois trechos de estrada privatizada e apenas cobra o pedágio e não investe na melhoria das estradas. 

 

No projeto apresentado a ANTT, responsável pela concessão, o Consórcio apresentou um relatório, a coisa mais linda, mas na prática pouco será cumprido e já estamos vendo a atuação da Via Brasil. No trecho que nosso repórter percorreu, encontrou apenas homens limpando as margens da estrada em apenas em alguns trechos.  

 

Quanto a buraqueira, ainda é visível, a inoperância da Via Brasil, que assinou o contrato com a ANTT no dia 30 de março e até agora só está fazendo trabalho de aparência. No trecho da Divisa dos Estados do Pará com Mato Grosso, os 50 km de estrada da divisa até a cidade de Guarantã do Norte está uma pouca vergonha. É buraco para todo lado e são buracos enormes, que de vez em quando uma carreta ao frear a outra entra na traseira, como também os motoristas, tanto das carretas como dos demais veículos que ali trafegam são obrigados a praticarem o zig-zag e o perigo circula na estrada, porque para desviar da buraqueira o motorista joga o veículo para o local onde menos buraco tem, colocando em perigo os demais carros. 

 

O motorista IDELBRANDO COSTA, 56 anos, disse que cada dia que passa a estrada em vez de melhorar está piorando. De Castelo de Sonhos até Novo Progresso, leva mais de 4 horas trafegando. Já teve o para choque dianteiro da sua carreta arrancado em um buraco neste trecho. 

 

Outro motorista que falou com nosso repórter foi Júlio Pereira do Nascimento, 35 anos. O asfalto desta estrada acabou e agora com a contratação desta empresa não sabemos como vai ficar. Se vão realmente asfaltar ou apenas remendar os buracos. Lamentou que o governo tenha feito tanta propaganda da Rodovia BR 163 e hoje esta estrada está abandonada. 

 

“Meu caro repórter”, disse Francisco Pena, 43 anos, “é uma vergonha a situação que se encontra esta rodovia e não acredito que esta Via Brasil vá melhorar, pois tenho conhecimento que este Consórcio administra duas estradas estaduais no Mato Grosso e as mesmas estão acabadas. Só que aqui vai ser diferente, vamos pagar o pedágio, mas vamos cobrar o melhoramento da estrada. Agora, a empresa vai ter que primeiro recuperar a estrada, fazer o que prometeu para depois cobrar o pedágio”, afirmou Pena. 

 

A situação da estrada está assim, porque desde o dia 30 de março, quando a ANTT assinou o contrato de concessão com a Via Brasil, as empresas que estavam mantendo a Rodovia BR163 foram dispensadas e aí a buraqueira tomou conta. Agora, a situação é de calamidade. Buraco, poeira e quando chove, muita lama. 

 

A CÂMARA MUNICIPAL DE Itaituba, em uma iniciativa do vereador Peninha, apresentou proposta que foi aprovada pelos demais colegas, convidando a diretoria da Via Brasil a comparecer na Câmara para apresentar o plano de trabalho para a recuperação e melhoramento da BR 163 para este ano de 2022. Peninha quer saber em quanto tempo a Via Brasil vai recuperar a rodovia Cuiabá-Santarém, permitindo uma trafegabilidade segura. 

 

Fonte: Portal Santarém 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil