Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Quarta-Feira, 29 de Junho de 2022 - 06:11
22/06/2022 as 09:21 | Por Redação |
Receita Federal alerta para golpes no WhatsApp
De acordo com a Receita, são enviados links maliciosos que sugerem pagamento de uma falsa taxa para regularizar o CPF
Fotografo: Reprodução
As mensagens estão chegando a vários contribuintes, independente da situação no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF)

A Receita Federal está fazendo alerta para as pessoas que estão recebendo SMS, WhatsApp e e-mails informando que estão irregulares com o órgão. As mensagens estão chegando a vários contribuintes, independente da situação no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). De acordo com a Receita, são enviados links maliciosos que sugerem pagamento de uma falsa taxa para regularizar o CPF. 

 

O golpe utiliza mecanismos para abordar pessoas, que em geral nem precisam de regularização, identificando-se como “Receita” e utilizando o termo IRPF, assim como as cores do órgão e da bandeira nacional. Dessa forma, fica mais fácil acreditar que estão realmente lidando com um órgão oficial do governo federal, o que não é verdade. 

 

Há também os contribuintes que, depois de pagarem o valor solicitado pelos golpistas, vão ao atendimento da Receita Federal e constatam que não havia nada para ser regularizado, ou pior, situações em que havia pendências como ausência de declaração e multas por atraso, de modo que o valor pago, no caso, R$ 275,00, de nada serviu. 

 

Houve relatos de uma pessoa que pagou a taxa proposta pelos golpistas, o serviço não foi executado, ele foi até uma agência da Receita Federal. À medida que a pesquisa foi conduzida, a declaração entregue estava totalmente zerada. A empresa teria dito a ele que a retificação custaria mais de R$ 170. A Receita Federal esclareceu que a regularização do CPF é feita gratuitamente pelo site oficial e que o alerta enviado não possui link de acesso. Ao entrar, o contribuinte deve selecionar a opção “Meu CPF”, em que encontrará orientações sobre como corrigir sua situação cadastral de acordo com a irregularidade no sistema. 

 

Fonte: JC Concursos 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil