Fundador jornalista Jerffeson de Miranda
Aos 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925

Santarém(PA), Terça-Feira, 16 de Abril de 2024 - 23:36
22/03/2024 as 11:15 | Por Redação |
Prefeitura de Óbidos articula mobilização para realizar o 3º Fórum das Mulheres do Baixo Amazonas
O evento representa uma oportunidade única para fortalecer os laços de solidariedade e cooperação entre as mulheres amazônicas do Oeste do Pará
Fotografo: Reprodução
Evento iniciou na tarde de quinta-feira, 21, com participação de mulheres de todos os municípios da região.

Uma cerimônia com a presença de lideranças de diversos movimentos sociais, conselhos de direito, Igreja Católica, Câmara de Vereadores, Ministério Público do Pará (MPPA), Ministério das Mulheres e Prefeitura de Óbidos, marcou a abertura do 3º Fórum das Mulheres do Baixo Amazonas, que tem como tema: Gênero e Clima: Impactos interseccionais, e reúne centenas de mulheres na quinta-feira (21) e sexta-feira (22), na Boate Styllus, na área Central de Óbidos.  

Nenhuma descrição disponível.  

O fórum é promovido pelo MPPA, por meio do Núcleo de Promoção da Igualdade Étnico-Racial (Nierac), Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF), com o apoio da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Conselho Municipal do Direto da Mulher, além da Associação de Mulheres Trabalhadoras do Baixo Amazonas (AOMTBAM), Diocese de Óbidos, através da Associação Beneficente Emaús e outros apoiadores. 

  

O evento representa uma oportunidade única para fortalecer os laços de solidariedade e cooperação entre as mulheres amazônicas do Oeste do Pará, reafirmando o papel fundamental na construção de um futuro mais sustentável e justo para todos. 

Nenhuma descrição disponível.  

Carmem Foro da Secretária Nacional de Articulação Institucional, Ações Temáticas e Participação Política do Ministério das Mulheres, ressaltou que a articulação das mulheres é fundamental para avançar com políticas que mudem a realidade das moradoras da região amazônica. 

  

“É só assim que a gente vai conseguir cravar no coração dos governos municipais, estaduais e nacional, políticas públicas pra dar conta da situação de violência, da situação de emprego, da situação da crise climática. Se juntar para discutir soluções para a poluição ambiental é outro caminho viável para nós discutirmos o clima já que estamos às vésperas da COP 30 [Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2025]”, disse a representante do Ministério das Mulheres. 

Nenhuma descrição disponível.  

A promotora de Justiça Lílian Braga, principal articuladora do fórum, lembrou do legado que o encontro regional deixará para que os municípios adotem medidas para efetivar políticas públicas voltadas para as mulheres. 

  

“Nós desde o segundo fórum, escrevemos uma carta ao final que a gente manda para as instituições, fazendo as nossas pautas, os nossos pedidos, reivindicando aquilo que nós entendemos que é necessário que aconteça; a política pública que precisa chegar aquelas mulheres, sejam as mulheres idosas; sejam as mulheres adultas, sejam as mulheres adolescentes, a gente coloca nesse documento que a denúncia e reivindicação, atenda as reais necessidades do que nós precisamos para as nossas vidas como mulheres”, explicou Lilian Braga.   

  

Só no primeiro dia de debates do fórum, foram inscritas mais de 400 participantes, que acompanharam a conferência de abertura com o tema: “Justiça Climática: um desafio para as mulheres amazônicas”. A programação contou ainda com a formação de grupos de trabalho e encerrará com uma noite cultural. 

  

“A gente fica muito feliz por está sediando um momento tão especial como esse, com tantos municípios aqui presentes, tantas autoridades aqui presentes, então para nós é muito importante isso, e a gente deseja aqui boa estadia para os nossos vizinhos que estão aqui e se sintam em casa. Óbidos tem total interesse nessas discussões e vamos somar com as propostas aprovadas aqui”, garantiu o prefeito Jaime Silva.   

  

Programação 

22 de março (sexta-feira) 

08h00 às 08h30 – Credenciamento 

08h30 às 09h30 – Mesa de Debate. Tema: “ser mulher exige cuidado” 

09h30 às 10h00 – Cafezinho/Debate 

10h00 às 12h00 – Mesa de Debate. Tema: “ser mulher cuidando das mudanças do clima e a sobrevivência da família” 

12h00 às 14h00 – Almoço 

14h00 às 15h30 – Mesa de Debate. Tema: “ser mulher é ocupar os lugares onde se planeja a vida” 

15h30 às 16h00 – Cafezinho/Debates 

16h00 às 17h00 – Mesa de Debate. Tema: “ser mulher é ser feliz” 

17h00 – Encerramento e eventos culturais locais. 

  

Texto de Érique Figueirêdo, com fotos de Odirlei Santos/ASCOM/PMO  

Fonte: Portal Santarém 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil