Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Quarta-Feira, 29 de Junho de 2022 - 06:15
19/05/2022 as 07:53 | Por Redação |
HMS realiza ação interna em alusão à campanha “Faça Bonito” que combate ao abuso sexual
Este ano a campanha “Faça Bonito” completa 22 anos de realização
Fotografo: Reprodução
A campanha tem o público alvo crianças e adolescentes.

O 18 de maio é o dia D da campanha nacional “Faça Bonito”, que marca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no Brasil. Diante da data, a equipe do psicossocial do Hospital Municipal de Santarém Dr. Alberto Tolentino Sotelo realizou uma ação interna com pacientes e acompanhantes dando orientações no combate à violência sexual. 

 

A psicóloga, Lígia Ferreiras e a assistente social, Eliamara Pastana, ambas profissionais do Hospital, foram beira leito das clínicas pediátrica, médica e obstétrica para orientar e entrar um folder com foco no combate a esse crime, perceber mudanças se o menor está em situação de risco e como denunciar.  

 

“Nós reforçarmos o tema principalmente mostrando no panfleto quais os canais de denúncias, que é o conselho tutelar, delegacia especializada ou ligar para os direitos humanos no número 100”, explicou.  

 

A psicóloga da Unidade reforçou sobre qual o perfil de comportamento que a criança ou adolescente podem apresentar se estiverem sofrendo abuso. “Ela muda algumas atitudes em casa, na escola, nos ambientes comuns do dia-a-dia, podendo ficar mais retraídas e com medo de lugares e pessoas nos casos das crianças e nos adolescentes pode vir a ter agressividade ou até mesmo isolamento total”, enfatizou e orientou Lígia.  

 

Entendo sobre o “Faça Bonito” 

Este ano a campanha “Faça Bonito” completa 22 anos de realização, organizada pelo Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes e a Rede ECPAT Brasil, tem o intuito de mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. 

 

Por: Natashia Santana 

Fonte: Portal Santarém 

 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil