Fundador jornalista Jerffeson de Miranda
Aos 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925

Santarém(PA), Terça-Feira, 16 de Abril de 2024 - 23:52
15/02/2024 as 11:21 | Por Redação |
Equatorial alerta para os riscos das intervenções não autorizadas na rede elétrica
Atividades e serviços que envolvem energia elétrica devem ser feitas de forma planejada, segura e responsável, para evitar acidentes graves e até mesmo fatais.
Fotografo: Reprodução
Somente em 2023, foram registrados mais de 20.200 casos de fraudes de energia no baixo Amazonas

A morte de um homem após sofrer uma descarga elétrica no último dia 14, na comunidade Pimental, município de Itaituba, levanta novamente o alerta para os perigos de realizar intervenções na rede de energia por profissionais não habilitados.   

  

Atividades e serviços que envolvem energia elétrica precisam ser feitos de forma segura e responsável, para evitar acidentes graves e até mesmo fatais. Somente os profissionais da distribuidora de energia estão autorizados a atuar na rede elétrica: manobrando chaves seccionadoras, ligando ramal, substituindo transformador chaves etc., pois, esses profissionais possuem treinamento específico sobre os riscos decorrentes do emprego da energia elétrica e as principais medidas de prevenção de acidentes em instalações elétricas. 

  

De acordo com a gerente corporativa da área de Segurança da Equatorial Pará, Carla Saldanha, a intervenção na rede por pessoas não capacitadas e não autorizadas, coloca em risco a vida das pessoas, interrompe o fornecimento de energia elétrica na localidade, podendo afetar hospitais e pessoas eletrodependentes. A intervenção na rede elétrica por pessoas não autorizadas é crime previsto no artigo 265 do Código Penal Brasil. " Um acidente pode acontecer mesmo sem haver contato direto com os fios. Há casos que somente a proximidade pode gerar uma descarga por indução", reforça. 

  

O furto de energia 

Somente em 2023, foram registrados mais de 20.200 casos de fraudes de energia na região do baixo Amazonas. 

 

A maioria das intervenções indevidas na rede elétrica para o furto de energia, são praticadas por pessoas que não possuem competência técnica, equipamentos de proteção e ferramental. Causa acidentes, diminui a qualidade ou interrompe o fornecimento, afetando milhares de pessoas. 

Furtar energia é crime passível de pena que pode chegar até 8 anos de prisão. 

Você pode evitar que pessoas sofram acidentes e a interrupção do fornecimento de energia, denunciado pelo disque denúncia da Polícia Civil 181 e direto para a Equatorial Pará, no telefone 0800 091 0196, pelo site www.equatorialenergia.com.br ou presencialmente nas agências de atendimento. 

  

Por: Assessoria de Imprensa 

Fonte: Portal Santarém 

 

 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil