Fundador jornalista Jerffeson de Miranda
Aos 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925

Santarém(PA), Quarta-Feira, 21 de Fevereiro de 2024 - 08:05
18/10/2023 as 07:51 | Por Redação |
Conheça os riscos de realizar ligações clandestinas
A ligação clandestina, popularmente conhecida como “gato”, é uma prática que interfere no bom fornecimento de energia elétrica
Fotografo: Reprodução
Equatorial Pará orienta os clientes sobre o perigo de realizar ligações irregulares na rede elétrica.

A ligação clandestina, popularmente conhecida como “gato”, é uma prática que interfere no bom fornecimento de energia elétrica, além de colocar em risco a população, pois conexões feitas de maneira irregular não correspondem aos padrões de segurança da Equatorial Pará, o que pode causar acidentes graves e até mesmo fatais. 

  

Algumas das ocorrências que podem surgir devido ao “gato” são: sobrecarga da rede elétrica, o que pode causar oscilações e falta de energia, curtos-circuitos, cabos energizados partidos e até mesmo  incêndios de grandes proporções. 

  

  

É válido ressaltar que, além de oferecer riscos à vida, furto de energia é crime previsto nos termos do artigo 155 do Código Penal Brasileiro com pena que pode variar de 01 a 04 anos de reclusão. 

  

O Executivo de Segurança Éder Carvalho chama atenção para os prejuízos que esse tipo de prática pode trazer. 

  

“As ligações na rede elétrica só devem ser realizadas pelos nossos profissionais que são capacitados e autorizados e que seguem padrões de segurança para evitar acidentes. Qualquer procedimento feito à revelia da empresa oferece sérios riscos à população, por isso o ideal é que esse tipo de ligação não seja feita e que a prática seja denunciada em nossos canais oficiais”, reitera Éder. 

  

Clientes que identificarem irregularidades podem realizar a denúncia por meio dos canais de atendimento da Equatorial Energia Pará, como a Central de Atendimento pelo 0800 091 0196, pelo site www.equatorialenergia.com.br ou, presencialmente, nas agências. 

 

Por: Assessoria de Imprensa 

Fonte: Portal Santarém 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil