Fundador jornalista Jerffeson de Miranda
Aos 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925

Santarém(PA), Sábado, 24 de Fevereiro de 2024 - 23:37
23/10/2023 as 14:27 | Por Redação |
Alunos da rede pública visitam operações da MRN
Estudantes tiveram a oportunidade de conhecer o ciclo sustentável da mineração na Amazônia e as ações socioambientais da empresa
Fotografo: Reprodução
Os visitantes acompanharam a operação na mina e o seu importante papel para a retirada da bauxita

Como forma de apresentar à população local o seu processo sustentável de mineração de bauxita, a Mineração Rio do Norte (MRN) recebe mensalmente, visita de comunidades, familiares de empregados e estudantes da região. No último mês, estudantes da Escola Estadual Professor Maurício Hamoy, localizada no município de Óbidos, tiveram a oportunidade de conhecer as instalações do empreendimento sediado no distrito de Porto Trombetas, em Oriximiná, no Oeste do Pará. 

  

Os visitantes acompanharam a operação na mina e o seu importante papel para a retirada da bauxita, principal fonte de alumínio. Além disso, os alunos conheceram de perto o sistema de monitoramento de barragens, que funciona 7 dias por semana, 24 horas por dia e conta com mais de 1.000 equipamentos de inspeção e monitoramento.   

  

“Eu vi tudo aquilo que imaginava. O roteiro que fizeram foi incrível e surpreendeu as minhas expectativas. Conheci a área de monitoramento e foi o que mais achei interessante por causa dos sensores que detectam tudo. Valeu a pena”, comentou o aluno Raimundo Paulo Siqueira, de 17 anos. 

  

Ainda durante a visita, os participantes foram apresentados ao trabalho de levantamento e catalogação dos animais e plantas da região, importante processo para o desenvolvimento sustentável da mineração na Amazônia. Em um destes locais, o Viveiro Florestal, a turma ficou encantada com as mais de 800 mil mudas já plantadas e que serão utilizadas para o reflorestamento de áreas já mineradas. 

  

A estudante Ana Luiza Borges, de 15 anos, se surpreendeu com a grandiosidade do empreendimento instalado no distrito de Porto Trombetas e elogiou o trabalho feito no Viveiro Florestal. “Gostei da forma de pensar da MRN e de saber que as plantas serão replantadas. Eu gostei dos projetos que têm aqui e espero voltar para conhecer mais de perto”, afirmou. 

  

O gestor da Escola, Daniel Bentes, ressaltou que a visita é uma forma de levar a comunidade para dentro do empreendimento. “Era um dos meus grandes interesses vir e conhecer in loco todo o trabalho que é importante para a região. Desde 2019 estávamos com o intuito de visitar a MRN e foi um grande prazer. Estar na floresta, com essa diversidade imensa, foi algo encantador”, declarou. 

  

A líder do Programa de Visitas de Comunidades, Jaiane Queiroz, destacou que a principal dúvida dos participantes costuma ser em relação à segurança. Por isso, a iniciativa é uma forma de apresentar o trabalho feito pela MRN no monitoramento constante das barragens e dos reservatórios de rejeito. “Essas visitas são de muita importância para todas as partes envolvidas pois, a população da região tem a oportunidade de vir aqui e conhecer de perto todo o cuidado e respeito que temos em cada fase do nosso processo”, declarou. 

  

Transparência e relacionamento  

Há mais de 20 anos, a MRN promove o Programa de Visitas, uma iniciativa que fortalece o relacionamento com comunidades quilombolas e ribeirinhas, além de reforçar a transparência e o compromisso da empresa com uma mineração sustentável na Amazônia. Durante as visitas, os comunitários recebem, ainda, orientações quanto ao Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM). 

 

Por: Assessoria de Imprensa 

Fonte: Portal Santarém 

 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil