Fundador jornalista Jerffeson de Miranda
Aos 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925

Santarém(PA), Quarta-Feira, 21 de Fevereiro de 2024 - 09:01
23/11/2023 as 07:41 | Por Redação |
Ajuda humanitária beneficia oito comunidades da região do Arapixuna afetadas pela estiagem
A ação é fruto do projeto “Mãos que Ajudam” da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em parceria com a Prefeitura
Fotografo: Agência Santarém
Mais de 300 cestas básicas e 1.510 galões de água foram entregues nesta quarta-feira, 22.

Mais de 300 cestas básicas e 1.510 galões de água foram entregues nesta quarta-feira, 22, a comunidades da região do Arapixuna que enfrentam os severos impactos da estiagem. A ação é fruto do projeto “Mãos que Ajudam” da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em parceria com a Prefeitura de Santarém. A ajuda humanitária chegou a oito comunidades, beneficiando 302 famílias que enfrentam dificuldades de acesso à comida e outros recursos essenciais em meio à escassez de água. 

 

Uma comitiva composta pelo secretário regional de Governo do Baixo Amazonas, José Maria Tapajós, secretário de Governo do Município, Emir Aguiar, coordenador da Defesa Civil Municipal, Darlison Maia, além do representante da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, Marcicley Caldas, esteve na manhã desta quarta-feira, 22, na comunidade Tucumatuba realizando a entrega. 

 

A crise hídrica, além de prejudicar a produção agrícola e a pesca, também dificulta o transporte de suprimentos básicos, tornando a assistência humanitária uma necessidade vital. 

 
Marcicley Caldas relata a importância da ação e destaca que todos os voluntários são cristãos e assumem a responsabilidade de realizar esse tipo de serviço. 

 

"Esse trabalho é fruto do Comitê de Autossuficiência e voluntários do projeto 'Mãos que Ajudam', da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. É importante destacar que a campanha de arrecadação contou com a participação de membros da igreja. O intuito é esse: fazer o bem, levar ajuda a quem precisa", disse. 

 

O pescador Francisco Figueira, 52, anos, da comunidade Tucumatuba foi um dos beneficiados. Para ele, a chegada da ajuda humanitária reforça o compromisso com a vida das famílias que dependem dos rios para subsistência. 

 

"A gente agradece a igreja e ao município porque estão aqui e a gente espera que possam ajudar todas as comunidades ribeirinhas que estão necessitando. O sentimento é de gratidão”, agradeceu. 

 

O secretário de Governo, Emir Aguiar, representou o prefeito Nélio Aguiar, que está em Brasília em busca de mais recursos para combater os efeitos da estiagem. Na ocasião, Emir Aguiar parabenizou os voluntários pela iniciativa. 

 

"O município tem buscado de todas as formas minimizar o impacto dessa seca que assola a região, seja com recursos próprios, seja com parcerias importantes como é o caso da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Para a concretização desta ação, a Prefeitura realizou o apoio na logística. Em breve, estará chegando em Santarém outra ajuda humanitária, desta vez federal, que será entregue a outras regiões, contendo mais de 8 mil cestas básicas e água mineral”, afirmou. 

 

Com a forte estiagem que afeta Santarém, comunidades ribeirinhas enfrentam inúmeros desafios, tornando o trabalho e assistência do município fundamental. 

 

"As cestas humanitárias, contendo alimentos e água potável, foram entregues às comunidades do Arapixuna que tiveram processo de situação de emergência homologado junto à Defesa Civil Municipal. O objetivo é ampliar a capacidade de enfrentamento e proporcionar uma resposta mais rápida para mais famílias em outras regiões atingidas pela seca”, destacou o coordenador da Defesa Civil, Darlison Maia. 

 

A Prefeitura vem adotando uma série de medidas para o enfrentamento dos efeitos ocasionados pelo período de estiagem que, este ano, tem sido mais severa e já é considerada uma das maiores dos últimos 15 anos. 

 

Para atenuar as dificuldades e combater os impactos, algumas ações já foram colocadas em prática, como a entrega de veículos para ajudar na locomoção dos moradores; motobombas, mangueiras e caixas d’águas; cestas básicas água mineral, assim como a decretação de estado de emergência. 

 

A força tarefa envolve a Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap) e a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec). 

 

Por: Luan Rodrigues/Ascom-PMS 
Fonte: Portal Santarém 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil