Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Terça-Feira, 07 de Dezembro de 2021 - 18:43
28/09/2021 as 10:55 | Por Redação |
Solenidade no MPPA de Santarém marca abertura da Correição Ordinária no Baixo Amazonas
Evento foi realizado na segunda-feira (27/09), no auditório das Promotorias de Justiça de Santarém
Fotografo: Reprodução
A Corregedoria-Geral do MPPA estará na região por duas semanas para os atos de correição e escuta da sociedade

 

A Corregedoria-Geral do MPPA realizou na segunda-feira, (27/09), no auditório das Promotorias de Justiça de Santarém, a solenidade de abertura da Correição Ordinária na região do Baixo Amazonas. Os atos correicionais se estendem até o dia 8 de outubro, em 24 cargos da região, sendo 15 em Santarém, e os demais em Prainha, Monte Alegre, Óbidos, Alenquer, Oriximiná, Faro, Terra Santa e Juruti. 

 

A abertura contou com a presença do Corregedor-Geral Manoel Santino Nascimento Júnior, do Subcorregedor-Geral, Geraldo de Mendonça Rocha, além da equipe da CGMP, Promotores de Justiça e servidores da região do Baixo Amazonas. Autoridades locais também participaram, incluindo o secretário Regional de Governo, Henderson Pinto; o presidente da Câmara Municipal de Santarém, Ronan Liberal Junior; o comandante do CPR-1 da Polícia Militar, coronel Aldemar Maués; o comandante da Capitania dos Portos, capitão de fragata Fabrício Fróes, e o representante da OAB/Santarém, Felipe Castro de Vasconcelos. 

 

O Corregedor-Geral  destacou que as instituições devem ser parceiras para atender o cidadão. “Não temos mais tempo, nem gastamos energia, em querer que uma instituição se sobreponha a outra, mas é importante que estejam trabalhando irmanadas, em prol do patrão comum, que é o cidadão contribuinte”. Enfatizou as demandas que devem ser enfrentadas pelo MPPA, na área da saúde, do meio ambiente, das populações tradicionais, do grupo LGBTQI+, além de problemas atuais, como o relacionado à segurança alimentar e vigilância sanitária, se referindo aos recentes casos da doença de Haff, conhecida como a “doença da urina preta”. “Precisamos enquanto Ministério Público presente nesta região, discutir com as prefeituras a forma de acondicionamento do pescado. Nós precisamos pensar no futuro, e esse é o papel do Ministério Público”, disse Manoel Santino.  

 

A coordenadora do polo administrativo do Baixo Amazonas, promotora de Justiça Dully Sanae Araujo Otakara, destacou que o Ministério Público de Santarém e de toda a região é comprometido com a instituição. “A demanda é alta, a diversidade é muito grande, e não trabalhamos somente com questões de criminalidade, mas temos compromisso social, ambiental, com entidades da sociedade civil. Não só os promotores de Justiça como todos os servidores que aqui colaboram”. 

 

Além da atividade correicional, o Corregedor também reuniu com os Promotores de Justiça e cumprirá agenda com a sociedade e autoridades locais. A intenção é aprimorar o contato com a comunidade e agir de maneira proativa, ouvindo as demandas e conduzindo a boa relação do MP com a sociedade civil. Por meio do projeto “Corregedoria e a Agenda de Direitos Humanos, haverá em Santarém uma Escuta Social, que será feita no próximo dia 29, para a qual foram convidadas as principais lideranças comunitárias locais, representantes de conselhos e outras entidades da sociedade civil. 

 

Com informações e foto do MPPA 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil