Fotografo: Portal Santarém
...
Empresário Luiz Henrique de Oliveira denuncia descaso da Semas no Pará

Em um bate papo rápido, o empresário e militante político Luiz Henrique de Oliveira pode descrever como se encontra uma das secretarias mais estratégica desse novo governo Hélder Barbalho.

Luiz Henrique é filiado ao PSC e teve como bandeira o apoio total ao Governo Hélder, o mesmo declara e tem acompanhado o esforço e empenho do Governador em buscar junto com seus secretários uma forma sustentável na criação e geração de empregos, em um Estado de dimensão continental onde outras complexidades estão sendo encaradas de frente com seu governo itinerante, e outras medidas para consolidação em pautas positivas para emprego e renda do povo paraense.

Mas, na contra do lógico, a SEMAS, uma das secretarias estratégica que poderia estar somando nessa mesma direção, onde a viabilidade na liberação de centenas de empresas que encontram-se com suas licenças tramitando para renovação há mais se 10 meses. Mas, alguns setores descompromissado com o esforço que o governo tem tomado na direção de um governo pautado com a reconstrução de um novo Estado, faz pouco caso para as demandas ambientais, no travamento, falta de conhecimento, cercando-se de toda impossibilidade nas expedições das referidas Licenças, onde muitos empreendedores estão partindo pra clandestinidade, não acreditando que no Estado tenha um órgão ambiental com capacidade técnica de viabilizar as licenças de forma prática sem preciosismo.

Em Marabá existe um distrito para maior visibilidade dos processos, que virou um “CAOS". Colocaram uma colaboradora como chefe daquela unidade, chamada FERNANDA, dotada de uma falta de conhecimento técnico, que você entra com pedido de renovação de uma LO de planta de beneficiamento e ela pede DECLARAÇÃO DE APTIDÃO DA ANM.

Existe duas cooperativa compostas de mais de seis mil cooperados, que vai fazer aniversário para liberação de duas renovação de LO, mas a falta de capacidade técnica impossibilita de instituir o processo e acaba não resolvendo nada, tudo é pautado na impossibilidade, uma vergonha o estado lastimável dessa instituição, pra região Sul e Sudeste do Pará.

“TRAMITAR DOCUMENTOS NA SEMAS DE MARABÁ, É MANDAR RECADO PRA QUEM VOCE NÃO CONHECE, NÃO TEM RETORNO NUNCA!” SOS” GOVERNADOR URGENTE!! PARÁ, TERRA DE UM POVO GENEROSO E TRABALHADOR”, diz Luiz Henrique de Oliveira.

Fonte: Portal Santarém