Fotografo: Reprodução
...
Atendimento será direcionado somente às pessoas suspeitas de infecção pelo Coronavíru

A confirmação da ação de saúde, a ser realizada junto as comunidades das regiões de rios, planalto e várzea, foi repassada ao vereador Júnior Tapajós (PL), pela própria Secretária de Saúde, Dayane Lima, durante reunião virtual realizada no final da manhã de quarta-feira (27).

O pedido de atendimento médico às comunidades das várias regiões já tinha sido feito pelo vereador através de requerimento protocolado e aprovado na última segunda-feira (25) durante sessão deliberativa remota.

De acordo com Dayane, o atendimento será direcionado somente às pessoas suspeitas de infecção pelo Coronavírus, evitando assim aglomerações desnecessárias e dando agilidade no atendimento, que contará com: consultas, testes rápidos e entrega de medicamentos. A equipe destinada a atender esses suspeitos, contará com: 4 médicos, 2 enfermeiros e 2 técnicos de enfermagem.

O cronograma de atendimentos ficou assim distribuídos por região:

30/5: UBS do Curuai (atendimento para o Alto e médio Lago), na Região do Lago Grande;

31/5: UBS da Vila Socorro (atendimento para o Baixo Lago), na Região do Lago Grande;

31/5: UBS do Arapixuna (atendimento para a região do Arapixuna), na Região do Arapixuna;

08/6: (a partir de) Atendimento na UBS de Boim; UBS de Surucuá, UBS de Parauá e UBS de Suruacá, na Região do Tapajós;

15/06: (a partir de) Atendimento na UBS de Cachoeira do Aruã; UBS de São Pedro; UBS de São Miguel e UBS de Vila Gorete, na Região do Arapiuns.

As datas exatas de atendimento nas comunidades do Tapajós e Arapiuns ainda serão divulgadas. Dayane Lima disse ainda ao parlamentar que, os atendimentos as regiões de várzea e planalto, serão realizados posteriormente ao trabalho feito nas regiões de rios, em datas a serem definidas e devidamente divulgadas.

PRAZO DE ENTREGA DE EXAME REDUZIDO: Ainda na área da saúde, Júnior Tapajós propôs ao Comitê de Gestão de Crise contra o Coronavirús que, o prazo de entrega dos resultados dos exames de tomografia possam ser reduzidos, baseando-se na urgência de se ter o resultado em mãos e assim poder encurtar o tempo para a intervenção médica direcionada ao tratamento do paciente.

“Sabemos que dentre as vantagens de um aparelho de tomografia estão a rapidez em diagnosticar pacientes internados com sintomas do Covid-19, aliado a isso está o fato de existir um instalado no Hospital de Campanha, podendo estender o uso a todos indiscriminadamente, atenuado o tempo de espera pelo resultado e ampliando as chances de recuperação do doente”, disse o vereador.

A proposta garante ainda que a fiscalização do cumprimento desse prazo possa ser feita pela 7º Comissão de Saúde e Saneamento Básico da Câmara Municipal de Santarém, em conjunto com Promotorias de Justiça de Direitos Constitucionais Fundamentais, Ações Constitucionais, Defesa da Probidade Administrativa e Fazenda Pública. A indicação cita ainda que estarão sujeitos a fiscalização todos os Hospitais Públicos, Hospitais Privados e Laboratórios conveniados que realizam exame por meio de tomografia para diagnóstico do Covid-19.

 

INDICAÇÃO FEITA POR VEREADOR GANHA REFORÇO DE LEI SANCIONADA PELO GOVERNO ESTADUAL

Agora estabelecimentos de ensino privados do Pará terão que reduzir mensalidades.

A indicação feita pelo vereador Júnior Tapajós (PL), na última quarta-feira (27), à Prefeitura Municipal de Santarém, sugere o incentivo às escolas da rede privada de ensino, no âmbito do município que, dentro do possível conceda desconto nas mensalidades durante o período de enfrentamento ao covid-19.

A proposta diz ainda que, os descontos poderão ser dados de acordo com a economia que cada instituição tem conseguido fazer durante o período em que suas atividades se encontram suspensas, ficando determinado que o desconto seja entre 10% (dez por cento) no mínimo e, 30% (trinta por cento) no máximo.

Esse benefício, de acordo com o parlamentar, é uma proposta direcionada aos pais ou responsáveis que tenham sido diretamente prejudicados pelas medidas de combate ao coronavírus. Para as instituições de ensino superior, o texto destaca que serão enquadradas na proposta apenas as que exercem suas atividades de forma presencial. O cancelamento do desconto está atrelado ao retorno das atividades educacionais, assim que a suspensão for revogada.

“Vale lembrar que tal medida não implicará sacrifícios financeiros às instituições escolares, já que, no período de suspensão de suas atividades, elas terão redução de seus custos (água, energia, alimentação, manutenção, entre outros”, afirmou Tapajós.

A indicação feita pelo vereador ganhou força com a sansão da Lei Estadual, publicada na mesma quarta-feira pelo Governador Helder Barbalho,que prevê a redução de 30% no valor das mensalidades de escolas particulares durante a pandemia.

Fonte: Portal Santarém e Márcia Reis