Fotografo: Ricardo Foresti
...
Uma placa foi fixada no local onde tem acesso a cachoeira do rio curua no km 102 da rodovia

O presidente da República, Jair Bolsonaro e sua comitiva inauguraram na tarde de sexta-feira(14) a conclusão da pavimentação da rodovia Br 163 no Pará. Bolsonaro foi responsável pela pavimentação de 51 quilômetros de asfalto que faltava para fazer a ligação da BR-163 até Miritituba, em Itaituba, onde tem o principal  porto para escoamento da produção agrícola produzida no Mato Grosso.

PRESIDENTE SE MANIFESTA

“Bolsonaro disse que não é fácil administrar este país. Nem todos querem o melhor para o país. Aos poucos vamos mudando. Hoje  é um momento de alegria, depois de 40 anos de sofrimento. Essa obra começou a ser tratada no final de 2018 com o ministro Tarcísio (após ser eleito durante a transição do governo). Não estou preocupado com reeleição, que é algo natural. Se trabalhar ela vem. Governar é eleger prioridades e não deixar obras paradas. Não é inventar obras para aparecer e ser reeleito lá na frente. Não estou preocupado com reeleição. A reeleição é algo natural. Se você trabalhar ela vem e não é com propaganda também”, discursou o Presidente.

Bolsonaro também disse que em seu governo não foram feitas demarcações de mais reservas indígenas (Pará e Mato Grosso tem várias reservas) e tem contrariado grandes interesses. Ele defendeu a valorização dos índios e, se dirigindo ao governador Mauro Mendes, disse que, “no Norte de Mato Grosso, prezado Governador, os parecis demonstram o que querem”, referindo-se a um grupo que tem plantado soja em suas reservas. “Queremos que índio tenha o mesmo direito que seu irmão fazendeiro tem, de garimpar, cultivar, construir PCHs (pequenas centrais hidrelétricas). O índio é nosso irmão e estamos buscando integrá-lo à sociedade”, afirmou.

O Presidente chegou de aeronave na Base Aérea do Cachimbo e seguiu de helicóptero em sobre voo na rodovia. Jair Bolsonaro chegou ao local da inauguração em um caminhão, sendo que ele percorreu alguns quilômetros no trecho que foi pavimentado pelo Exército, em seu governo.

MINISTRO RELEMBRA DIFICULDADES

Tarcísio Freitas relembrou as dificuldades que os caminhoneiros enfrentaram com os intermináveis atoleiros. “Nós tínhamos muita chuva aqui. Fileiras de caminhões parados há mais de 10 dias esperando uma oportunidade de passar. Foi prometido que iriamos terminar a BR até o final do ano. É dia de homenagear por quem colocou a mão na massa. O Dnit que tem sido profissional e o Exército brasileiro. Essa história tem muito heróis. Cabe homenagear os caminhoneiros que nunca perderam a fé. Foram pacientes. Quando liberamos o tráfego gerou buzinas e eles mereciam essa consideração do país com eles. Nós estamos escrevendo a história neste momento. Amanhã, é dia de trabalhar novamente”, declarou o Ministro.

Quarenta anos de espera foi o tempo que o setor produtivo, a população local e motoristas que transitam na BR-163 aguardaram para ter o trecho entre a cidade de Sinop (MT) até os portos de Miritituba, em Itaituba, totalmente pavimentado. A entrega dos últimos quilômetros de pavimentação ocorreu na sexta (14) na Cachoeira do Curuá, entre os municípios de Altamira e Novo Progresso, com a presença do governador Helder Barbalho, do presidente da República Jair Bolsonaro, do Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas e demais autoridades.

A BR-163, também conhecida como Santarém- Cuiabá, é fundamental para o agronegócio da região, sendo uma importante via de transporte de grãos, como soja e milho, do Estado do Mato Grosso até os portos do chamado Arco Norte, no Pará, para que os produtos sejam exportados aos principais consumidores do mundo.

Os 51 quilômetros entregues na sexta-feira estão situados entre a Vila Moraes de Almeida e o município de Novo Progresso. Esse trecho por muito tempo gerou dor de cabeça aos 6 mil caminhoneiros que transitam diariamente na rodovia. Os atoleiros causados pelas chuvas, no local, anteriormente sem pavimentação, geravam imensas filas, atrasando por vários dias as viagens e a exportação dos grãos.

GOVERNADOR DO PARÁ RESSALTA IMPORTÂNCIA DA OBRA
O governador Helder Barbalho ressaltou a importância da inauguração do asfaltamento da rodovia para o Estado. “Hoje é um dia extremamente importante e histórico. O momento do fechamento de um ciclo de mais de 40 anos. Onde, a partir da lógica de integrar para não entregar, esperamos por décadas para que chegasse essa oportunidade de ver a conclusão da pavimentação. É claro, um Estado de dimensões do Pará, tem desafios deste tamanho, mas também oportunidades extraordinárias. Oportunidade da produção rural, da sustentabilidade, da geração de energia, isso tudo faz desse Estado a síntese da Amazônia”, afirmou o Governador.
Para a conclusão da obra foram investidos R$158 milhões, em 2019, envolvendo centenas de trabalhadores, entre servidores do DNIT, militares do Exército Brasileiro e funcionários de empresas contratadas, que além da pavimentação dos 51km, também realizaram serviços de manutenção em 1.300km da rodovia, de Sinop (MT) a Santarém.
LOCAL HISTÓRICO
Um motivo especial marcou a escolha do local para a cerimônia de entrega da BR-163. O Km 102 é conhecido como “Marco Zero” da rodovia, onde se encontraram, em 1970, o 8º Batalhão de Engenharia e Construção do Exército, que tocou a obra a partir de Santarém (PA), e o 9º Batalhão, responsável pelo trecho a partir de Cuiabá (MT). Também foi nesse perímetro que, em 1976, o então presidente Ernesto Geisel inaugurou a rodovia.

PALANQUE

Junto com o presidente Jair Bolsonaro, estavam o Governador do Pará, Helder Barbalho; Governador do Mato Grosso, Mauro Mendes; Senador Zequinha Marinho, senador Wellington Fagundes, prefeita de Sinop (MT) Rosana Martinelli, os deputados mato-grossenses José Medeiros, Neri Geller, Nelson Barbudo; os ministros dos Transportes Tarcísio Freitas, da Casa Civil Onyx Lorenzoni, da Segurança Institucional general Augusto Heleno,  o diretor-geral do DNIT General Santos Filho, dentre outras lideranças.

Fonte: Portal Santarém me Folha do Progresso