Fotografo: Bruno Ribeiro
...
Reabilitação para pacientes pós-Covid em Santarém

O serviço multiprofissional psicossocial e de reabilitação para pacientes pós Covid-19 completou 30 dias em Santarém. Ele foi implantado com o objetivo de acolher e proporcionar melhor acompanhamento daqueles que mesmo após o período de quarentena da doença, apresentam algum tipo de sequela. Entre 8 de agosto e 7 de setembro, 900 pacientes passaram pela Unidade de Saúde Descentralizada (USD), localizada na Escola Álvaro Adolfo em busca deste tipo de atendimento.

Neste período, foram 391 atendimentos de fisioterapia que envolveram a reabilitação respiratória por meio do pilates e treino funcional. Para fortalecimento muscular foram 336 atendimentos. Outros 173 atendimentos foram de psicologia e serviço social.

A Covid-19 pode ser incapacitante, prejudicando a realização de atividades cotidianas simples, com um cansaço e falta de energia desproporcionais, e comprometendo a rotina com a família ou no trabalho.

“O paciente chega com queixas, diz que teve Covid e que está há 30 dias ou mais após a quarentena com alguns sintomas como o cansaço e dores na costa ou nas pernas. Ele volta na unidade fazendo esse relato, de que não consegue realizar determinadas atividades ai a gente identifica que ele precisa de acompanhamento com o fisioterapeuta. Tem aqueles que chegam relatando ansiedade ou que sente medo e até mesmo vontade de chorar. Este paciente a gente vai encaminhando para o acompanhamento psicossocial”, ressalta Lauro Correa.

A triagem dos pacientes que necessitam destes serviços é feita pela própria USD ou por meio do ambulatório itinerante que tem percorrido vários bairros e comunidades. Os atendimentos pós Covid-19 acontecem em 3 dias na semana: quartas, sábados e somingos das 08h às 17h.

A USD é coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e faz parte da política municipal de enfrentamento da pandemia, contando com equipe multiprofissional para detecção de possíveis casos da covid-19, a fim de oportunizar um tratamento precoce, além de apoio às pessoas que precisam durante a reabilitação após a doença.

Fonte: Portal Santarém e Agência Santarém