Fotografo: Reprodução
...
Festival começou na segunda-feira (21) e contou com a presença de Tizuka Yamasaki

Na manhã de sexta-feira (18), na Sala de Cultural do Theatro Victória, profissionais de comunicação receberam maiores esclarecimentos sobre a vasta programação do Festival de Cinema de Alter do Chão (Fest Alter). A coletiva de imprensa contou com a presença de representantes da organização do evento e dos apoiadores: Prefeitura de Santarém e instituições de segurança. Na estreia, na segunda-feira (21), a premiada cineasta Tizuka Yamasaki proferiu uma palestra, além de atração artística musical instrumental com o renomado violonista Sebastião Tapajós. A coordenação do Fest Alter informa que já no primeiro dia terão atividades, a partir das 09 horas, na Praça do Çairé, no Lago dos Botos.

O diretor do Fest Alter, Locca Faria, destacou a importância dos apoiadores nesse evento, que deve receber aproximadamente 50 mil pessoas. "Assim que procuramos o governo municipal e órgãos de segurança e lançamos a proposta do Festival e pedido de apoio, logo recebemos retorno. Estamos certos de que juntos deles e com a grande parceira do público, e baseados em dados outros grandes eventos ocorridos na Vila de Alter do Chão, estamos tranquilos que vamos alcançar o propósito do Fest Alter, quanto a segurança e pela diversidade artes. Teremos mais de 200 filmes, distribuídos em curtas, médias e longas-metragens, além de documentários, filmes realizados por aparelho celular, oficinas, palestras, seminários e shows [artistas locais da música, dança, apresentações de etnias indígenas, folclóricas e outras]", detalhou.

O comandante do 3º BPM, Tenente Coronel Tarcísio Morais da Costa, explicou como funcionará a segurança para o evento. "Nós estaremos com grande efetivo e na parceria com os demais órgãos. Vamos assegurar que o Fest Alter possa transcorrer dentro da normalidade. E devido ao alto número de pessoas que estão vindo para o município, o reforço policial estará mobilizado tanto na Vila de Alter do chão e em outros pontos da área urbana”, informou.

Em relação ao fluxo de pessoas na vila e nos pontos de praia, o 4º Grupamento de Bombeiros Militar (4º GBM) estará com efetivo em sistema de rodizio: serão quatro socorristas civis e três militares, e ainda a viatura de combate a incêndio. O expediente de serviço dos militares será das 09h às 22h e de terça (22) ao domingo (27), das 15h às 22h, detalhou o representante do comando do 4º GBM, Tenente Alberto Corrêa.

Para o  titular da pasta da Cultura no município de Santarém (PA), Luis Alberto Figueira (Pixica), o evento já é um marco em números que já ultrapassam grandes e tradicionais Festivais de Cinema no Brasil. "A exemplo do 47º  Festival de Gramado com 1.100 inscritos. O primeiro Festival de Cinema de Alter do Chão teve 1979 filmes inscritos. As produções vieram de lugares da Amazônia, de outras cidades brasileiras e do exterior e resultou na inclusão de 98 países participantes, e isso engrandece Santarém e junto, o Brasil diante do mundo. Ficamos muitos felizes em saber sobre as mobilizações principalmente do setor educacional tanto da área rural, quanto da área urbana", disse.

O evento é coordenado pela Krioca Comunicação e tem apoio da Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Semc) e demais pastas.

FORAM SELECIONADOS OS FILMES

Mostra Competitiva

Longas-metragens – 29

Médias-27

Curtas-138

Smartphone-30

Mostra Paralela

 Longas-metragens - 04

 Médias-04

 Curtas-38

 Smartphone-19

Filmes Convidados-14

Ufopa

 Longas-12

 Médias-10

Curtas-44

As atividades na Praça do Çairé (Lago dos Botos) iniciaram na segunda feira (21), às 9 horas, mas a cerimônia de abertura aconteceu às 19h, no palco Tapajós, dentro do Lago. Nas apresentações de artes de Sebastião Tapajós e a Orquestra Sinfônica de Santarém. E às 20h30, a projeção do filme  “Encan-tados” de Tisuka  Yamasaki, seguido de debate com a diretora.

Confira a vasta programação pela página oficial do evento em  https://festivaldealterdochao.com.br/#programacao

Sobre a cineasta Yamasaki-  nasceu em uma fazenda no interior do Rio Grande do Sul, mas foi criada em Atibaia (São Paulo), O primeiro filme, o  curta metragem em 16mm, “Mouros e Cristãos” (1972), coordenado pelo diretor Nelson Pereira dos Santos (1928). Com ele, trabalhou como assistente de direção em “O Amuleto de Ogum” (1974) e “Tenda dos Milagres” (1977). Foi ainda assistente do cineasta Glauber Rocha (1939-1981) em “A Idade da Terra” (1978-1980), além de colaborar com outros diretores, como Lael Rodrigues (1951-1989). Em 1978, a cineasta abriu a sua própria produtora - a Centro de Produção (CPC).

Com o filme “Gaijin - Caminhos da Liberdade”, produzido em 1980, conquistou vários prêmios, incluindo o de melhor filme no Festival de Gramado e uma menção especial do júri no Festival de Cannes daquele ano. Três anos depois lançou seu segundo longa “Parahyba Mulher Macho” (1983) - baseado no livro Anayde Beiriz, “Paixão e Morte na Revolução de 30”, de José "Joffily (1945). Recebeu por ele alguns prêmios, entre os quais o de melhor filme no júri popular do Festival de Brasília (1983) e também o de melhor direção no Festival de Cartagena, na Colômbia. Na sequência realizou o filme “Patriamada”.

Depois de um longo período fazendo trabalhos de direção para a televisão - como a minissérie “O Pagador de Promessas "” (1987 - Rede Globo) e a novela “Kananga do Japão” (1989 - TV Manchete) voltou à direção cinematográfica, em 1990", com “Lua de Cristal”, direcionado para o público infantojuvenil, protagonizado por Xuxa Meneghel (1963) e Sérgio Malandro.

Seis anos depois fez o longa “Fica Comigo” (1996) - um drama que aborda o tema da adoção. Também realizou mais uma sequência "de filmes dirigidos ao público infantil: “O Noviço Rebelde” (1997), com o humorista Renato Aragão; “Xuxa Requebra” e e “Xuxa Pop Star”. A cineasta retornou ao tema da imigração japonesa com “Gaijin: Ama-me como Sou” (2005) conquistando os prêmios kikito de melhor filme e direção no Festival de Gramado do mesmo ano. Em 2009 dirigiu outro dirigiu outro filme infantil “Xuxa em o Mistério de Feiurinha”. Também dirigiu “Aparecida, o Milagre” (2010).

Câmara Federal em atividade paralela realiza - “Expresso Cultural 168”

A Prefeitura de Santarém foi convidada a participar da atividade denominada Expresso Cultural 168” promovida pela Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados. A proposta é ouvir os artistas e fazedores de cultura da região amazônica. A temática do encontro, "Economia Cultural no Brasil e na Amazônia: desafios e potencialidades”. O evento teve a participação da presidente da Comissão de Cultura, a deputada Federal Benedita da Silva. O encontro aconteceu na Vila de Alter do Chão, segunda (21), às 14h30, nas dependências do hotel Borari, localizado, na Rua Dom Macêdo, 1061. O ponto de referência é no lanche da Dona Glória (Chorinho da Dona Glória).

Fonte: Portal Santarém e Alciane Ayres/Semc