Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Quarta-Feira, 01 de Dezembro de 2021 - 10:21
15/07/2021 as 11:30 | Por Redação |
Polícia Militar prende dupla que fez várias pessoas reféns durante assalto em Juruti (PA)
Assalto com reféns aconteceu dentro de uma loja, no centro de Juruti, na tarde de quarta-feira, dia 14
Fotografo: Reprodução
Samuel Cavalcante e Abinadabe de Oliveira foram presos após negociação com a Polícia Militar

A tarde de quarta-feira, 14, foi marcada por um assalto com reféns dentro de uma loja, no centro de Juruti, oeste do Pará. 

De acordo com o comandante do CPR-I, coronel PM, Aldemar Maués, por volta de 15h30, de ontem, a 28ª CIPM foi acionada, via telefone funcional, que estava havendo um assalto em andamento no centro da cidade, na loja de máquinas COMAN, onde funciona um correspondente bancário do Bradesco.  

De imediato, segundo o coronel Maués,  o oficial de dia, tenente PM, Calderaro e as guarnições das viaturas 6401 e 6402, se deslocaram para o local.  

O comandante acrescenta que ao chegar no local, dois indivíduos foram interceptados em frente ao referido estabelecimento. 

Eles foram identificados como Samuel dos Santos Cavalcante, 23 anos, e Abinadabe Mendonça de Oliveira, 29 anos. 

"Um dos indivíduos tomou uma funcionária da loja de refém e se homiziou no interior do local. Nesse momento, o outro indivíduo tomou mais 05 cinco pessoas de reféns dentro da loja, onde foi dado início as negociação com os assaltantes", informou o coronel Maués.  

O oficial Calderaro, de acordo com o coronel Maués, manteve a negociação com os indivíduos, sendo orientado pelo gerente da crise, capitão PM, Vanderley, o qual se fez presente logo após, no local, montando o teatro de operações e organizando o isolamento. O delegado da Polícia Civil, Eduardo e investigador Wilson também estiveram presentes no local auxiliando no evento crítico.  

"Durante as negociações, foi tentado a todo momento manter a calma dos elementos e resguardar a integridade física dos seis reféns. Após cerca de uma hora, foi negociado a liberação de um dos reféns. A todo momento, os bandidos exigiam uma lancha para fugirem do local, dentre outras exigências, as quais foram gerenciadas e não atendidas naquele momento a fim de ganhar tempo. Cada indivíduo portava uma arma de fogo e ameaçava tirar a vida dos reféns caso não fossem atendidos", explicou o coronel Maués. 

Os funcionários reféns foram identificados, como: Vanderson Barbosa de Sousa, 29, Marilene Benedito Pereira Maia, 31, Selma Soares de Araújo, 36, Alan Nonato Marinho Carvalho, 26, Stalin Messias de Lima, 31, e Zeremias do Nascimento Moutinho, 24. 

Assista o vídeo: 

RENDIÇÃO 

Após cinco horas de negociação, segundo o coronel Maués, os elementos sinalizaram uma possível rendição.  

Ele ressalta que o Promotor de Justiça de Juruti e a imprensa local foram exigidos como parte do ritual de rendição os quais, todos equipados com colete balístico, se fizeram presentes ao término da ocorrência.  

"Os indivíduos se entregaram após a liberação dos reféns. A equipe médica do Hospital Municipal estava presente no local onde prestaram os primeiros atendimentos às vítimas e os acusados", destacou o coronel Maués.  

Com a dupla foram apreendidos 01 revólver calibre 38, marca Taurus, com 04 munições intactas; 01 pistola 380, marca Taurus, com 01 carregador com 12 munições intactas e 01 motocicleta de marca Honda, modelo Broz 160, cor preto. 

Abrir foto

O material apreendido, segundo o coronel Maués, foi apresentado na UIPP de Juruti, para os procedimentos legais. 

"Informo que ambos indivíduos estavam com mandados de prisão em aberto no estado do Amazonas. O Samuel pelo crime de Tráfico de Entorpecentes e o Abinadabe pelos crimes de Homicídio e Tráfico de Drogas", reforçou o coronel Maués. 

Por ManoeCardoso

Fonte: Portal Santarém  

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil