Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Quinta-Feira, 28 de Outubro de 2021 - 11:40
14/03/2020 as 08:34 | Por Da Redação |
Marinha aprova Plano de Reflutuação do Navio Anna Karoline III
Plano de Reflutuação foi aprovado pelo Comando do 4º Distrito Naval aprovou, na sexta-feira (13)
Fotografo: G1
Até o momento são 34 vítimas fatais e foram resgatadas 51 pessoas com vida

Duas semanas depois do naufrágio no rio Jarí, a Marinha do Brasil (MB), por intermédio da Capitania dos Portos do Amapá (CPAP), informou que as buscas pelas vítimas da embarcação “Anna Karoline III” continuaram ininterruptas pelo 14º dia seguido.

O Comando do 4º Distrito Naval aprovou, na sexta-feira (13), o Plano de Reflutuação, concedendo autorização à empresa contratada pelo Governo do Amapá para executar a operação de remoção da embarcação.

Segundo o Comando do Corpo de Bombeiros Militares do Amapá, não foi localizado nenhum corpo na sexta-feira (13), mantendo o quantitativo de 34 vítimas fatais. Até o momento, foram resgatadas 51 pessoas com vida, entre passageiros e tripulantes. As equipes da Capitania dos Portos do Amapá (CPAP) e do Corpo de Bombeiros irão retomar, neste sábado (14), as buscas por possíveis desaparecidos.

De acordo com a Capitania, a aeronave modelo UH-15 (Super Cougar) realizou até o momento o translado de 29 corpos da cidade de Gurupá-PA para Macapá-AP. Além disso, está colaborando com outros órgãos envolvidos na operação, transportando pessoas e cargas diariamente.

A Capitania reforça que, a fim de apurar o acidente da navegação de naufrágio da embarcação ANNA KAROLINE III, instaurou Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação, a partir da Portaria nº 10/CPAP, de 29 de fevereiro de 2020. A Capitania ressalta que o Inquérito se encontra em fase de coleta de provas, sendo realizadas as diligências necessárias para melhor elucidação dos fatos.

A Marinha garante que realiza, diariamente, fiscalizações, por meio de inspeções navais, com o objetivo de assegurar a salvaguarda da vida humana no mar, rios e lagos; a segurança da navegação; e a prevenção da poluição hídrica oriunda de embarcações, bem como promove campanhas educacionais, palestras em escolas, estimulando a edificação da mentalidade fluvial voltada para a segurança das embarcações, de tripulantes, passageiros e cargas.

Além disso, nos períodos que há o aumento do fluxo de embarcações na Amazônia Oriental em razão das férias escolares, a Marinha afirma que são realizadas Operações especiais (Operação Verão/Natal e Ano Novo e Carnaval).

Durante as operações, as embarcações são vistoriadas por equipes de Inspetores Navais, que verificam as condições de segurança, o material de salvatagem, o acesso aos coletes salva-vidas por parte dos passageiros, o excesso de lotação de passageiros e de carga, estivação, material de bordo e a habilitação dos condutores de embarcações.

Por: Manoel Cardoso

Fonte: Portal Santarém

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil