Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Sexta-Feira, 04 de Dezembro de 2020 - 07:22
27/07/2019 as 10:48 | Por Portal Santarém | 692
'Gatos' na rede elétrica provocam riscos a moradores da periferia de Santarém
Segundo a Celpa, é crime fazer 'gato' na rede de energia ou alterar o medidor
Fotografo: Portal Santarém
Pedestres correm risco por conta das ligações clandestinas no poste de energia

Ligações precárias e que não observam os padrões e normas técnicas da Celpa, os famosos 'gatos' provocam perigos a centenas de moradores de bairros periféricos de Santarém, oeste do Pará.

Os 'gatos' também podem causar acidentes fatais, interromper os serviços e prejudicar a qualidade da distribuição de energia.

Quem trafega em algumas ruas do subúrbio da cidade constata em vários postes, diversas ligações clandestinas destinadas a furtar energia elétrica.

Entre os pontos críticos, na rua Naiara, no bairro da Matinha, um poste de energia ameaça desabar. No local, um emaranhado de fios com corrente elétrica, provoca riscos a transeuntes e moradores das proximidades.

"Eu costumo passar nesse local todos os dias quando saio pra pedalar. Quando eu chego debaixo desse poste eu fecho os olhos. O perigo de alguém sofrer um acidente é muito grande", alerta a moradora, Lucimar Gomes.

O aposentado, José Linhares, conta que tem dificuldades para caminhar, por causa de problemas de saúde e, que fica preocupado quando passa perto do poste de energia.

"Eu caminho muito devagar, mas tenho a necessidade de passar perto desse poste. Quando chego nesse local eu começo a rezar pra esse poste não cair em cima de mim. Além dele tá tombado tem esse monte de fios que pesam. Alguém tem que tomar providências pra resolver logo esse problema!", exclama o aposentado.

CRIME

Segundo a Celpa, é crime fazer 'gato' na rede de energia ou alterar o medidor. Ainda, de acordo com a Celpa, a conduta do autor é que irá definir em qual tipo penal será denunciado. Se a ligação clandestina for realizada antes que passe pelo registro (relógio) medidor, estará caracterizado o crime de furto, tipificado no art. (art. 155, § 3º). Por outro lado, se o autor alterar as características do medidor, com o intuito de pagar um valor menor, estará configurado o crime de estelionato (art. 171 do CP).

Fonte: Portal Santarém

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil