Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Domingo, 11 de Abril de 2021 - 19:12
01/04/2021 as 19:23 | Por Redação | 415
Está com medo de ir até a academia? Veja os exercícios que você pode fazer em casa
Nesse novo cenário, pessoas que antes frequentavam academias, praças e outros espaços públicos tiveram que interromper as atividades físicas
Fotografo: Reprodução
Manter uma rotina de exercícios durante o período de pandemia é fundamental

Isolamento social. Uso constante de máscaras e álcool em gel. Essas novas regras no cotidiano da população brasileira após o surgimento do novo coronavírus modificaram a vida de toda a sociedade. Nesse novo cenário, pessoas que antes frequentavam academias, praças e outros espaços públicos tiveram que interromper as atividades físicas para evitar a contaminação e, devido a isso, voltaram a ter uma vida sedentária, o que pode ser prejudicial para a saúde. 

Segundo Carlos Guzzo Júnior, professor de Educação Física da Faci, manter uma rotina de exercícios durante o período de pandemia é fundamental para minimizar os efeitos negativos do distanciamento. “A prática de atividades traz inúmeros benefícios para a saúde e qualidade de vida, pois estimula a produção de substâncias que ajudam a relaxar e melhoram o humor, como endorfina e serotonina. Isso ajuda no controle do estresse e da ansiedade,”, ele destaca. 

Movimentos básicos como subir escadas, limpar a casa e até mesmo levantar da cama e andar pelos cômodos ajudam o organismo a continuar ativo. Caso não haja a possibilidade da supervisão de um especialista, na modalidade online, para a realização de aulas remotas, o professor Carlos Guzzo indica a execução de exercícios simples como flexão de braço, agachamento, abdominais e polichinelos. Em sessões de 20 a 30 minutos diários, esses movimentos podem ajudar no desenvolvimento do peitoral, membros superiores e inferiores, na musculatura da barriga e também na resistência cardiorrespiratória.   

Já para aqueles que sentem falta dos equipamentos da academia, o professor dá dicas de utensílios domiciliares que substituem as funções adequadamente. “O cabo da vassoura, por exemplo, pode servir como um bastão que auxilia na flexibilidade e equilíbrio. Se você conseguir colocar garrafas cheias de areia em cada ponta do bastão, já temos aí a barra de agachamento com peso”, afirma Guzzo. 

Para ele, garrafões de água, dependendo dos tamanhos, podem ser halteres para trabalhar os braços, assim como uma cadeira pode trabalhar os tríceps e apoiar os alongamentos. E ainda podem ser utilizadas toalhas, as próprias paredes e outros itens da residência. A criatividade fica livre. “Outro ponto que merece a atenção é a verificação do próprio espaço, para identificar se tem algo no chão que possa ser escorregadio. Arraste os móveis e use tênis e roupas leves”, explica o professor. “ Pensar nisso evita acidentes dentro de casa.” 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), dar prosseguimento aos exercícios pode dar resultados satisfatórios não só física, como também mentalmente. Simultaneamente ao fortalecimento do sistema imunológico, as práticas podem contribuir para a saúde emocional do praticante e ainda proporcionam momentos de união dentro do ambiente familiar, ao resgatarem a simplicidade, ludicidade e humor. “Mas é importante ressaltar que além dos itens citados, uma boa alimentação, a qualidade de sono, a hidratação e a busca pelo equilíbrio emocional são fatores indispensáveis para o bem-estar”, finaliza. 

Fonte: Portal Santarém e Ascom 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil