Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020 - 23:37
17/11/2020 as 15:01 | Por Redação | 7256
Condenado por homicídio, dono de empresa de ônibus é levado ao Presídio de Santarém  (PA)
Nilson Padilha, outro condenado pela Justiça, está foragido
Fotografo: Reprodução
Edson Veras foi condenado a 17 anos de prisão pela morte de José Antônio Silva do Nascimento

Quatro anos depois de ter sido condenado pela Justiça de Santarém, acusado de homicídio, o empresário do ramo de transporte público, Edson Veras, foi preso no sábado, dia 14, e encaminhado para o Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura (CRASHM), na Comunidade de Cucurunã.
Edson Veras, proprietário da empresa Eixo-Forte Transportes, cumpria medidas protetivas em liberdade, após seus advogados conseguirem, no final de 2017, um Habeas Corpus junto ao Supremo Tribunal Federal (STF). 
Em Santarém, o juiz Gabriel Veloso, determinou que o empresário não poderia se ausentar do país, além de ter que se recolher, em casa, durante a noite.
A sentença de 17 anos de prisão foi aplicada pelo Tribunal do Júri da Comarca de Santarém, em 20 de setembro de 2016.
Ele foi condenado, junto com Nilson Padilha, pela morte, com requintes de crueldade, em Santarém, de José Antônio Silva do Nascimento.
De acordo com denúncia do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por volta de 18h, de 30 de março de 1992, José Antônio quebrou o vidro frontal esquerdo do veículo nº 03, da empresa Perpétuo Socorro, tendo sido perseguido e capturado pelo motorista e levado para a garagem da empresa, para conversar com o gerente, Edson Veras, sobre quem iria pagar o prejuízo.
Na época, segundo o MPPA, José Antônio foi colocado por Edson, Nilson Padilha e mais dois denunciados, na carroceria de um carro modelo Pampa, dizendo Edson que o levaria para a delegacia. Esta, de acordo com o MPPA, foi a última vez que José foi visto com vida.
No dia 02 de abril de 1992, os restos mortais de José, foram encontrados com sinais de combustão, em um matagal, na área de influência da rodovia Fernando Guilhon, em Santarém.
Segundo informações da Justiça, um dos condenados pela crime, Nilson Padilha, está foragido, sendo que o nome dele já consta do cadastro nacional de pessoas foragidas da justiça.
Por: Manoel Cardoso
Fonte: Portal Santarém
 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil