Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Segunda-Feira, 27 de Setembro de 2021 - 21:37
14/09/2021 as 08:06 | Por Redação | 207
Comunidades quilombolas de Jambuaçu recebem apoio do Projeto Ação Quilombola
O projeto faz parte da iniciativa Lumi, uma colaboração entre a Ecam Negócios Sociais e a Humana
Fotografo: Reprodução
Cerca de 10 comunidades estão envolvidas na iniciativa

A aproximadamente 130 km de Belém estão localizadas as comunidades do Território Quilombola de Jambuaçu, do município de Moju-PA. A maioria delas tira da terra o seu sustento, com a produção de temperos, mandioca e seus derivados, entre outros cultivos, além da pesca. Por lá, das 15 comunidades existentes, 10 demonstraram interesse em participar do Projeto Ação Quilombola: Inclusão e Sustentabilidade, sendo que quatro foram selecionadas como piloto para serem apoiadas com as atividades. O projeto faz parte da iniciativa Lumi, uma colaboração entre a Ecam Negócios Sociais e a Humana.  

“Esse projeto é uma continuidade de ações de fortalecimento das associações do território, realizadas entre os anos de 2018 e 2020, pela Ecam e Humana. Finalizadas essas ações, as instituições resolveram dar continuidade a estratégias que podem incentivar o desenvolvimento territorial de Jambuaçu”, destaca Gustavo Pimentel, consultor de projetos da Ecam 

O Projeto visa promover, por meio de parcerias com as populações e instituições locais, uma agenda de inclusão e incentivo ao desenvolvimento econômico sustentável na região, com ações voltadas ao fortalecimento institucional de organizações locais, valorização e difusão das boas práticas de produção agrícola e apoio à inclusão digital, por meio da instalação de internet e de capacitação em ferramentas tecnológicas.  

Além dessas atividades, a Ecam tem realizado ações para enfrentamento da pandemia no território. Nos últimos meses, por exemplo, foram doadas mais de 45 mil máscaras e 400 frascos de álcool em gel - ação resultado da parceria entre a Ecam, Governo do Estado do Pará e da Coordenação das Associações das Comunidades Remanescentes de Quilombos do Pará – Malungu 

Para os próximos meses, a expectativa é que seja realizado um levantamento de dados destinado a promover ações específicas que vão de encontro à realidade das comunidades, como o planejamento para a implementação de boas práticas agrícolas e a instalação de fibra ótica. 

Sobre a Lumi 

O objetivo da Lumi é construir estratégias para o desenvolvimento territorial que seja inclusivo e centrado nas pessoas e que nele seja enfatizado a intersetorialidade e a governança compartilhada, apoiando a estruturação de territórios a partir do fortalecimento das capacidades dos atores locais. A Lumi faz parte da Ecam Negócios Sociais. Saiba mais em: http://ecam.org.br/negocios-sociais/ 

Por: Jéssica Nascimento/Ecam 

Fonte: Portal Santarém 

 

  

 

 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil