Fotografo: Reprodução
...
Maior templo católico do País abriga a imagem considerada milagrosa de Nossa Senhora Aparecida

A Festa da Padroeira, neste sábado (12), feriado de Nossa Senhora Aparecida, deve ser celebrada por mais de 170 mil devotos na basílica em Aparecida. O maior templo católico do País, no interior de São Paulo, abriga a imagem milagrosa da santa, encontrada em 1717 no Rio Paraíba.

A programação da festa começou meia-noite, com vigília, e prevê seis missas durante todo o dia. A primeira delas começou às 5h na acolhida aos romeiros de todo País, que chegaram ainda durante a madrugada. 

A principal celebração do dia aconteceu às 9h, presidida pelo arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes. Só nesta missa são esperados 40 mil fiéis. Um dos temas abordados na festa deste ano pelos religiosos será a preservação da Amazônia. O presidente Jair Bolsonaro prevê uma visita à basílica às 16h.

No mesmo horário uma procissão sai da Basílica Velha. A peregrinação percorre as ruas de Aparecida e termina no Santuário Nacional. Um show pirotécnico encerra à noite as celebrações da data.

"Os devotos de Nossa Senhora, neste dia 12 de outubro, vão encontrar uma ambiente de muita paz, de fraternidade, alegria e devoção. Nós estamos preparados para acolher e acolher bem, porque acolher bem é evangelizar", disse o padre Carlos Arthur, missionário redentorista em Aparecida.

Os visitantes que forem à basílica de carro contam com 3 mil vagas de estacionamento. São outras 2 mil vagas para ônibus e caminhões. A diária para automóveis custa R$ 18; para motos, R$ 8; vans, R$ 25 e ônibus, R$ 58.

Os portões do santuário estão abertos, ininterruptamente desde a última quinta-feira (10) e só serão fechados no domingo (13) às 21h. O acesso de veículos só é interrompido em caso de superlotação do pátio.

Locais mais visitados

O nicho onde fica a imagem original da santa é o principal ponto de visitação da basílica e deve atrair uma multidão.

A capela das velas, onde os devotos fazem orações, também reúne fiéis o dia todo. Outros pontos de visitação são a 'passarela da fé', que liga o Santuário Nacional e a Basílica Velha, e a torre do relógio, de onde no topo os romeiros conseguem ter uma vista 360º da cidade.

Fonte: G1 Vale do Paraíba e região