Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Quarta-Feira, 01 de Dezembro de 2021 - 09:58
30/07/2019 as 14:53 | Por Da Redação |
Barco com 63 passageiros pega fogo e fica à deriva no rio Tapajós em Santarém
Barco/motor identificado por 'Lídia Maria', saiu de Santarém na manhã desta terça-feira
Fotografo: Portal Santarém
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o superaquecimento no motor provocou o incêndio, deixando o barco à deriva.

Passageiros de uma embarcação que saiu de Santarém com destino a Comunidade de Amorim, no interior do município, passaram momentos de pânico e terror no rio Tapajós, por volta de 12h, desta terça-feira, 30 de julho.

Durante o acidente não houve vítimas, apenas danos materiais.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o barco/motor identificado por 'Lídia Maria', saiu de Santarém, por volta de 11h, desta terça-feira, dia 30, transportando cargas e 63 passageiros e tripulantes.

Porém, sofreu um princípio de incêndio quando navegava em frente à Praia de Pajuçara, no rio Tapajós.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o superaquecimento no motor provocou o incêndio, deixando o barco à deriva.

"O incêndio foi extinto pelos tripulantes com extintor de pó químico ABC. O sistema de arrefecimento travou... não refrigerando o motor que superaqueceu. Exalou muita fumaça. A praça de máquinas ficou totalmente confinada. Ficou muito quente o ambiente", relatou o soldado BM, Galúcio.

Ele reforça que uma equipe do Corpo de Bombeiros com homens da Marinha do Brasil, foram em uma lancha até o local, e encontraram o barco à deriva e os passageiros assustados.

"Fizemos os procedimentos de praxe. A embarcação foi rebocada até a margem do rio Tapajós, na Praia de Carapanari, pelo barco Gavião I. Os passageiros e tripulantes estão dentro do barco. O dono está entrando em contato com outra embarcação para pegar os passageiros e seguir viagem até a Comunidade de Amorim", revelou o soldado Galúcio.

A Marinha do Brasil informou que abriu procedimentos administrativos para apurar as causas do acidente. A Marinha revelou que está de posse dos documentos da embarcação, com intuito de verificar se havia superlotação ou se houve desrespeito na capacidade do transporte de carga.

Fonte: Portal Santarém

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil