Fundador jornalista Jerffeson de Miranda em 10 de janeiro de 2018

Cidadão Repórter

(93)91472925
Santarém(PA), Terça-Feira, 19 de Outubro de 2021 - 07:46
27/09/2021 as 11:16 | Por Redação | 478
Após 41 dias internado, religioso é o último paciente a se recuperar da Covid-19 no HRSP
Aos 55 anos, paciente irá contar sua história de superação em um livro como tributo de amor, esperança e vida
Fotografo: Reprodução
Na saída do hospital, aplausos dos profissionais de saúde demonstravam a alegria por sua luta e vitória

O padre Arlindo Silva Moura, de 55 anos, enfrentou por 41 dias o novo coronavírus e suas complicações. O sacerdote foi o último paciente a ter alta da doença no Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá. 

 

Com problemas respiratórios e em estado grave, o religioso deu entrada no HRSP no dia 13 de agosto. Imediatamente, a equipe transferiu o paciente para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que cuidava dos casos exclusivos da doença, onde ficou internado por dez dias. 

 

Aos poucos e com ajuda de uma equipe multidisciplinar, padre Arlindo conseguiu se recuperar da Covid-19, mas devido às complicações da doença, precisou ser transferido para a enfermaria do hospital onde ficou sendo acompanhado durante 31 dias, e recebeu alta na última sexta-feira, 24 de setembro. 

 

Na saída do hospital, aplausos dos profissionais de saúde demonstravam a alegria por sua luta e vitória. Ao lado de amigos e familiares que o aguardavam do lado de fora da unidade, o religioso ficou bastante emocionado com tudo o que viveu durante a sua recuperação. 

 

"Agradeço muito a Deus pela minha saúde e, principalmente, pelas orações que recebi de várias pessoas que me mantiveram forte e firme durante todo esse período. Foram momentos difíceis no início, mas com minha fé e com o apoio dos profissionais de saúde, conseguimos vencer", explicou. 

 

De acordo Valdemir Girato, diretor Hospitalar do HRSP, que acompanhou a evolução do estado de saúde do religioso, a sua recuperação foi bastante comemorada por toda equipe da unidade. “Estamos muito felizes pela recuperação do padre Arlindo. Quero parabenizar todos nossos profissionais que durante esse período em que fomos referência para casos do novo coronavírus, não mediram esforços para combater a doença, salvando centenas de vidas", ressaltou. 

 

Referência 

Pertencente ao Governo do Pará, e gerenciado pela entidade filantrópica Pró-Saúde, o Regional do Sudeste do Pará foi referência durante um ano e meio, no combate aos casos mais graves do novo coronavírus na região. Em março de 2020, a instituição instalou de maneira emergencial leitos exclusivos para tratamento da doença, e chegou a contar com 54 leitos, entre UTI e enfermaria. 

 

Com a queda nos casos relacionados à doença, a unidade desativou no iniciou desse mês os leitos exclusivos para o tratamento da enfermidade. O HRSP atendeu 981 pacientes, com 588 recuperados, três transferências e 390 óbitos. 

 

Testemunho 

Enfrentar a Covid-19 foi sem dúvida um dos maiores desafios na vida de pe. Arlindo. Durante seu período de internação, o paciente começou a escrever um livro onde retrata as experiências vividas na unidade hospitalar. 

 

"Devemos valorizar muita a vida e Deus me deu uma nova oportunidade. No meu 40º dia de internação, recebi do médico a notícia da minha alta. Esse número é muito significativo na Bíblia, pois representa mudança, preparação e renovação. Pretendo retratar todos esses momentos em um livro que tem como objetivo ser um tributo ao amor, à esperança e à vida", afirmou o sacerdote. 

 

O religioso agradeceu toda a atenção que foi dada por cada um dos profissionais, “seja na alimentação, na arrumação da cama, nos banhos e na realização dos exames. Que Deus possa guiar sempre o caminho de todos, que são verdadeiros heróis. Sou testemunha de muitas vidas que foram salvas por eles", revelou. 

O HRSP é referência para mais de um milhão de pessoas de 22 municípios da região na prestação de serviços como ortopedia-traumatologia, cardiologia, oftalmologia, cirurgia plástica reparadora, hemodiálise e até partos de alto risco. 

Fonte: Portal Santarém e HRSP 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil